Aguarelas Finas, Le Corbusier | Maison La Roche, Paris

29 setembro 2011

Julio González | Personaje de pie, amarillo y blanco (1937)


Artista espanhol, nasceu em Barcelona, em 1876 e faleceu em Paris, em 1942.
Foi considerado o maior escultor da primeira metade do século XX. Cerca de 1890 começou a frequentar o café "Quatro Gatos" em Barcelona, local onde conheceu Picasso.
Nas suas esculturas predomina o ferro, o que lhe confere uma estética modernista e contemporânea.
As suas obras encontram-se no Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, em Madrid.

in: Mercè Donate, Julio González, Retrospectiva, Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Madrid, 2008

27 setembro 2011

Vik Muniz | VIK



Artista brasileiro, nasceu em São Paulo, em 1961.
A exposição VIK é a maior retrospectiva do artista plástico, e está patente de 21 de Setembro e 31 de Dezembro de 2011, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.
Apoiado no uso de materiais pouco convencionais, Vik imprimiu a sua marca em trabalhos fotográficos realizados a partir de técnicas e elementos tão diversos como papel recortado, arame, fios, sucata, lixo, calda de chocolate e algodão. A referência a clássicos da história da arte, originou obras emblemáticas como a réplica de Mona Lisa, em geleia e manteiga de amendoim.

O artista, em entrevista no Rio de Janeiro, descreve-se como: 

"Sempre fui muito curioso. A perspectiva do mundo vista por um menino pobre brasileiro. A estranheza de viver num lugar como estrangeiro. Tenho capacidade de usar defeitos e desvantagens. O ambiente cultural em que me desenvolvi teve uma importância muito maior do que a escolaridade. A herança da ditadura ajudou a torná-lo' elástico'.
Não sou um artista que está querendo emocionar. 
Estou querendo mudar a maneira como vemos, ou dinamizar os rituais visuais. Por isso trabalho com imagens exaustas, gastas. Por aí, isso é uma outra coisa, olha de novo…
A isso somou-se o seu 'interesse enorme' por tudo. 
'Venho de uma infância com capacidade de maravilhamento. Vou para Nova Iorque e tudo é óptimo. Pego um avião e é óptimo, até a comida é óptimo. Se tivesse ido para a Disney com cinco anos não teria essa capacidade de maravilhamento com tudo. Nunca perdi isso. Lembro-me de estar fazendo uma exposição numa galeria de Pittsburg e estar nervosíssimo. Essa insegurança de depender da afeição do público é muito boa. Hoje já sei o que funciona, e sinto falta de sentir medo de ser rejeitado."

in: ipsilon.publico.pt/artes/texto.aspx?id=293810

24 setembro 2011

Giulio Carlo Argan | Arte

A importância da Arte.

A concepção de arte de Argan permitiu inserir os trabalhos artísticos num amplo contexto histórico, pois de alguma forma criativa um termo comum entre o fazer artístico e as demais actividades.
No entanto, "desde a sua origem a arte é modelo da produção, enquanto é a actividade que produz objectos detentores do máximo de valor. A obra de arte é o objecto único, que tem o máximo de qualidade e o mínimo de quantidade".


in: Giulio Carlo Argan, Arte Moderna, p. XIX

23 setembro 2011

Matisse | A Dança



"Um único tom não é nada em termos de cor; dois tons são um acorde, são a vida"

Henri Matisse

22 setembro 2011

Woody Allen | Paris


Desenho, Pintura, Cartazes e Escrita, de Toulouse Lautrec para o Moulin Rouge
Paris, cidade boémia, dança, música, cafés e conversas, encontros e desencontros… 


Paris, cidade dos artistas, dos poetas, dos escritores, dos amantes e dos vadios …
Picasso, Modigliani, Monet…
O tempo e o espaço, a memória e o sonho…

in: Filme Meia Noite em Paris, de Woody Allen, 2011


Museu Rodin, em Paris
O Pensador, o Poeta, o Filósofo, o Escultor e o Amante.

20 setembro 2011

Vanessa Beecroft | Esculturas Vivas



Artista italiana nasceu em Génova, em 1969.
Formou-se em Arquitectura, Pintura e Cenografia. É artista plástica, performer e fotógrafa.
O seu trabalho está intimamente associado às performances de modelos que depois fotografa e filma.
É considerada uma das artistas que mais trabalha a relação do corpo e a sua representação mediática.
A obra de Vanessa Beecroft revê conceitos de dandismo e de solidão urbana tão próprios da modernidade, trabalhando sobre os ícones, as marcas da moda, as fardas militares.

in: Exposição Vanessa Beecroft, Culturgest, Outubro/ Dezembro de 2002

16 setembro 2011

Peter Kogler | Berardo Lisboa





Artista austríaco, nasceu em 1959.
O artista encontrou na formiga e no cérebro dois temas clássicos que unem o simbólico ao orgânico.
As suas produções com carácter arquitectónico criam espaços nos quais a realidade e a ficção se confundem.
As ligações entre a pintura e o vídeo de grandes dimensões, a escultura e as artes gráficas produzem intervenções que convidam a entrar num mundo de signos e de ideogramas dominado por uma transformação infinita de imagens e espaços digitais.




15 setembro 2011

Sean Scully | Catherine


Artista irlandês, nasceu em 1945, em Dublin.
Em 1969 passou parte do Verão em Marrocos e os padrões de riscas dos tapetes e das tendas marroquinas chamaram-lhe a atenção. Em seguida descobre a pintura de Mark Rotho e inspira-se na cor e na forma e descobre a pintura abstracta. Em 1975 muda-se para os EUA e instala-se em Nova Iorque. Em 1983 naturaliza-se americano.

A pintura de Sean Scully é espessa, as tintas criam uma textura que lhe confere uma construção visual arquitectónica.
Os padrões de composições que cria conferem-lhe uma associação com os tabuleiros de xadrez.

12 setembro 2011

Jean Dubuffet | Affluence


A obra de arte é tanto mais cativante quanto tenha sido uma aventura da qual carrega a marca, quanto se possam ler nela todos os combates travados entre o artista e a rebeldia dos materiais que trabalhou. E tanto quanto ele próprio não imaginara onde tudo isto o levaria!

in: Jean Dubuffet, Notes pour les fins-letrés, 1946

07 setembro 2011

Árvore da Vida | Casa da Cerca

A árvore da Vida surge em várias representações pictóricas, desde pinturas, fotografias, filmes e nesta imagem vemos uma árvore da vida pintada e desenhada por crianças, nela inscreveram os seus sonhos, as suas interpretações espontâneas no local e as suas motivações no modo como vêm o mundo e os que nele convivem. Comemorações na Casa da Cerca | Almada (Portugal)

04 setembro 2011

Modigliani | Femme nue en génuflexion sur la jambe gauche

Artista italiano nasceu em 1884, em Livorno, e faleceu em 1920, em Paris. Modigliani sofreu influências puras da arte africana, sobretudo das máscaras, o seu trabalho mostra uma inspiração ao nível do desenho, nos alongamentos da forma humana, rostos e corpos são alongados, uma inspiração ainda na obra do escultor romeno Constantin Brancusi, com quem conviveu em Montparnasse, Paris. A obra de Modigliani mostra na representação dos corpos, ‘uma revelação da alma humana’ ou um desnudamento desta.