Aguarelas Finas, Le Corbusier | Maison La Roche, Paris

10 outubro 2019

De Volta à Natureza


Estou de volta,
À Mãe Natureza.
Sou como Ela,
Uma Vadia.

Sou uma semente.
À deriva,
Pela Terra.

Sou semente de outras sementes,
Sou livre.
Mas, sem raízes na Terra,
Como as Árvores.

Sou frágil.
Mas, amparada pelo Vento,
E envolvida pelo Universo.

in: De Volta à Natureza, Poema de Ana Gaspar, Escrito à Beira Rio, 10 de Agosto 2019